Rodrigo Maia marca para 2 de agosto votação da denúncia contra Temer no plenário

Categoria: Política , Criado em Sexta, 14 Julho 2017 10:12 Escrito por Agência Brasil ,
Imprimir E-mail

rodrigo maia perfil

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, anunciou que a votação do parecer contrário ao prosseguimento da denúncia contra Michel Temer ocorerá no proximo dia 2 de agosto, após o recesso parlamentar. De acordo com ele, a decisão foi tomada após um acordo feito com as lideranças do governo e da oposição, logo depois de ter sido aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o relatório que recomenda o arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva.


O entendimento das lideranças, segundo Maia, é que não haveria quórum para que a votação fosse aberta nesta sexta (14) e nem na próxima segunda-feira (17), quando se inicia o recesso. "Eu estava disposto a votar na segunda, mas os líderes da oposição e do governo optaram pelo dia 2 de agosto", disse.

Para que a Câmara autorize que a denúncia apresentada pela PGR seja analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), são necessários os votos de dois terços da Casa, o que representa 342 deputados. De acordo com o presidente, a votação pode ser iniciada assim que 342 dos 513 deputados estiverem presentes em plenário.

A sessão está marcada para ter início às 9h. "Espero que no dia 2 e agosto à noite a gente possa ter esse asusnto encerrado", disse o presidente. Maia explicou ainda que, antes da votação, deverão ser dados 25 minutos para que o relator do parecer e a defesa do presidente exponham seus argumentos novamente.

CCJ

Na tarde de hoje (13), a CCJ votou dois pareceres diferentes a respeito da denúncia apresentada pela PGR contra Temer. O primeiro, de autoria de Sergio Zveiter (PMDB-RJ), era a favor da admissibilidade da denúncia e foi rejeitado por 40 votos a 25. Já o segundo parecer pelo arquivamento da denúncia, apresentado pelo deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), foi aprovado por 41 votos a 24. 

 


Destaques

Obesidade atinge quase 20% da população brasileira, mostra pesquisa

A obesidade já é uma realidade para 18,9% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge mais da metade da...

Leia Mais...




Minas

Mostra de Ouro Preto fortalece debate sobre políticas de preservação

A Mostra de Cinema de Ouro Preto (CineOP) dá início na noite hoje (14) à sua 13ª edição, mais uma de...


Posto que não baixar preço do diesel pode ser multado e interditado

O governo firmará um acordo com a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes...


Resgate de cotas do fundo PIS/Pasep é liberado para todas as idades

O pagamento das cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do...




Brasil

STF julga hoje ação penal contra Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julga hoje (19), a partir das 14h, ação penal...


Lei Seca soma dados positivos após 10 anos, mas levanta questões

"Se beber, não dirija". A frase, usada frequentemente em campanhas publicitárias na televisão e no...


Tabelamento de frete pode levar à formação de cartel, aponta Cade

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) se manifestou contrário à criação de uma tabela...




Mundo

Trump cria força armada do espaço sideral

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou hoje (18) a criação de uma Força Espacial. A...


EUA: política de imigração lota abrigos para menores sem documentação

A superlotação dos chamados centros de atendimento do governo a crianças é um dos efeitos da...


Projeto de lei para acabar com Vistos Gold entra na pauta em Portugal

O partido português Bloco de Esquerda (BE) quer acabar com a concessão de Vistos Gold no país, por...