Amador de Caeté: Tudo indefinido. Semana que vem sai o CAMPEÃO.

Categoria: Esportes , Criado em Terça, 07 Dezembro 2010 02:55 Escrito por Robson Sousa ,
Imprimir E-mail

natalxdechampsO Natal entrou em campo mais disposto atacando muito e se defendendo como podia, afinal, o Natal teria que reverter a vantagem, já que o Deschamps joga por dois resultados iguais. Binho logo aos 3 minutos perdeu um gol incrível, ele e o goleiro, a bola foi morrer pela linha de fundo. O Deschamps tentava mas não conseguia concluir em gol, Catê corria muito, mas a zaga do Morro estava esperta. Marcinho lateral esquerdo do Natal, infernizava os defensores adversários com suas jogadas envolventes e objetivas que levavam todos na conversa. Vinícius, jogador mais sóbrio da equipe do Berra Lobo, não conseguia penetrar com facilidade e sair na cara do gol.

Na primeira partida valendo a final do campeonato amador de Caeté, Natl e Deschamps empataram em 1 a 1, placar este construído no primeiro tempo, no estádio Municipal José Viana, no Centro de Caeté.

natalO Natal entrou em campo mais disposto atacando muito e se defendendo como podia, afinal, o Natal teria que reverter a vantagem, já que o Deschamps joga por dois resultados iguais. Binho logo aos 3 minutos perdeu um gol incrível, ele e o goleiro, a bola foi morrer pela linha de fundo. O Deschamps tentava mas não conseguia concluir em gol, Catê corria muito, mas a zaga do Morro estava esperta. Marcinho lateral esquerdo do Natal, infernizava os defensores adversários com suas jogadas envolventes e objetivas que levavam todos na conversa. Vinícius, jogador mais sóbrio da equipe do Berra Lobo, não conseguia penetrar com facilidade e sair na cara do gol.

dechampsOs dois goleiros passaram a ser exigidos muito em jogo. Emanuel do Natal fez pelo menos três defesas importantes, já Henrique goleiro do Deschamps, não ficou atrás, impediu quatro chances claras de gols a serem feitos pelo Natal. Mas de tanto insistir, o Natal conseguiu seu gol, Rafael cobrando falta de fora da área abriu o placar para o Natal aos 32 minutos. Com esse gol o Deschamps perdia a vantagem e sua invencibilidade no campeonato, mas aos 42 minutos Vilson cobrou escanteio e Frederico colocou para o fundo do gol natalino, deixando o jogo empatado.

No segundo tempo, os dois times jogaram para cima, mas as defesas sobrepunham aos ataques. Aos 3 minutos em chute de Rafael, Henrique colocou a bola para escanteio. Dois minutos depois foi a vez de Vinícius do Deschamps entortar dois marcadores e mandar por cima do gol.

A insistencia era tanta, mas a bola não entrava, o que deixava todos os presentes no estádio ligados no jogo. A presença dos torcedores foi maciça, lotando as dependências do estádio Municipal. As ruas entorno ao estádio estavam tomadas de carros, ficando o trânsito confuso e com grandes dificuldades em achar uma vaga para estacionar.

Mas o jogo é o que interessa, e as coisas estavam quentes dentro do campo, era ataque lá e cá, com possibilidades dos dois lados.  O árbitro seguro em suas marcações em nada influenciou no jogo.

O Deschamps conquista o título com um empate, domingo, dia 12 de dezembro no Municipal, as 15 horas, caso isso aconteça a equipe do Berra Lobo, garante o título e sua invencibilidade dentro do torneio. Ao Natal somente a vitória interessa, seja ela por qualquer placar.

 


NATAL: Emanuel, Luiz, Deivid, Claudio, Rafael, Binho, Deninho, Marcelo, Marcinho, Adriano, Helder. Técnico: Silvinho.

 

DESCHAMPS: Henrique, Nandinho, Denilson, Glalcon, Marley (Mico), Pepe, João (Tiquin), Frederico, Vinícius, Catê. Técnico: José Luciano

 

ARBITRAGEM: José de Oliveira

                           José Maurício

                           Flávio Rodrigues.