Rede Sindijori de Comunicação

Categoria: COLUNA DO SIDI JORI , Criado em Quinta, 10 Abril 2014 09:12 Escrito por VcNaNeT ,
Imprimir E-mail

Zurique, Suíça
O Brasil é um país que não respeita a pontualidade, que deixa para fazer tudo no último minuto possível e cujo povo não tem paciência para ficar na fila. É esse o retrato do país que vai sediar a próxima edição da Copa do Mundo que a "Fifa Weekly", revista semanal da entidade que administra o futebol mundial, traz na ultima edição. A reportagem "Brazil for beginners" (Brasil para iniciantes, em tradução livre) traz dez dicas para que os turistas estrangeiros não se preocupem à toa e evitem problemas culturais no país durante o Mundial.

A organização da Copa está preocupada com os atrasos nas obras dos estádios. Pelo cronograma inicial, todas as arenas tinham de estar prontas até o fim de dezembro. Mas três dos 12 estádios, os de Cuiabá, Curitiba e São Paulo, ainda não foram inaugurados.
(Jornal Diário do Comércio - Belo Horizonte/MG)

Proteção aos Jornalistas
O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou que o governo federal vai propor uma política nacional de proteção aos jornalistas no exercício de sua função, sobretudo quando estiverem fazendo a cobertura das manifestações.
A iniciativa foi o principal resultado de audiência realizada em Brasília, na qual o ministro recebeu representantes de entidades dos meios de comunicação.
As entidades solicitaram a audiência após a morte do repórter cinematográfico Santiago Andrade, o mais grave dos atos de violência praticado contra profissionais de imprensa desde que se iniciou a atual onde de protestos, em junho do ano passado.
Além de reivindicar providências do governo, os dirigentes entregaram um relatório sobre os atentados à liberdade de imprensa registrados no Brasil desde o início de 2013, destacando as mortes de profissionais e os casos de violência em manifestações populares.
O ministro reconheceu que o número crescente de ações criminosa contra profissionais de comunicação muitas vezes tem por objetivo inibir a divulgação de informações, mas afirmou que o governo federal tem ação limitada nesses casos, uma vez que a segurança é de responsabilidade dos governos estaduais. Ele anunciou ainda uma agenda para discutir o enfrentamento à violência nas manifestações, que incluirá reuniões com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), com o Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública, e a formação de um Grupo de Trabalho, coordenado pelo Ministério da Justiça, composto por representantes dos meios de comunicação - incluindo várias entidades do setor, e órgãos de segurança pública. A idéia é unir forças entre governo, empresários e profissionais da área. Na avaliação, a audiência teve um resultado positivo.
(Jornal da ANJ - Brasília/DF)

Pesquisa Datafolha
A presidente Dilma Roussef (PT) segue com as possibilidades de vencer a eleição e ser reeleita no primeiro turno.
Quem diz é a última pesquisa do Datafolha que mostra a petista com 47% das intenções de voto. A pesquisa apontou ainda que o ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva (PT) venceria os adversários no primeiro turno em dois cenários simulados pela pesquisa. O ex-presidente teria mais de 50% das intenções de voto. É a "dança" política que tem o seus primeiros passos e que promete muito em termos de denúncias, acordos, alianças enfim toda a sorte de posturas para um só objetivo o prêmio maior "o poder" que é alvo de todos eles. Olha só o que o Vale Transporte, Vale Gás, Minha Casa, Minha Vida, Bolsa Família, Bolsa Escola, Mais Médicos, etc, etc e tal fazem.
(Jornal Perfil - Contagem/MG)

Conselho de Medicina
O Conselho Federal de Medicina (CFM) e os Conselhos |Regionais - CRMs divulgaram nota à sociedade por meio da qual pedem às autoridades nacionais e internacionais que apurem com rigor as denúncias feitas pela intercambista urbana Ramona Matos Rodrigues, contratada pelo Ministério da Saúde. Em nota, os Conselhos de Medicina conclamam a sociedade para que sejam contra qualquer agressão aos direitos humanos, individuais e do trabalhador e ressaltam, ainda, a necessidade de se respeitar os princípios do Estado Democrático de Direito. Temos que concordar com tal atitude no que se refere à agressões aos direitos humanos individuais e do trabalhador e respeito aos princípios do Estado Democrático de Direito. Só que existe um pequeno detalhe. E a sociedade conclamada, onde está o respeito aos princípios democráticos e os direitos humanos para esta mesma sociedade, no que se refere ao direito à saúde de qualidade ? Aos hospitais, médicos e medicamentos ? É justo sim o que é proposto pelo CFM más é justo também de lembrar das necessidades da sociedade.
(Jornal Folha Patense - Patos de Minas/MG)

Mensalão mineiro
Expectativa é de que o caso seja julgado ainda no primeiro semestre desta ano pelo Supremo. O procurador geral da Republica, Rodrigo Janot, deve enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) as alegações finais na ação do mensalão mineiro. A expectativa é de que Janot reforce a denúncia assinada em 2007 pelo então procurador Antonio Fernando Barros e Silva, que destacou que o mensalão mineiro foi "a origem e o laboratório dos fatos" do mensalão do PT. Eduardo Azeredo era governador do Estado de Minas Gerais e foi o principal beneficiário do esquema implementado. Embora negue ter participado dos fatos, as provas colhidas, como se verá ao longo dos fatos desmentem sua versão defensiva, disse a denúncia de 2007. Sem entra necessáriamente na questão da culpabilidade dos acusados o que se espera, e já não é sem tempo, e que se faça justiça condenando e/ou absolvendo os acusados. Nossa justiça tem que se mostrar digna de nossa confiança que está já bastante arranhada e descrente.
(Jornal Contagem - Contagem/MG)

Corrupção
Entrou em vigor a Lei 12846/13 que, também conhecida como "Lei anticorrupção" que tem o desafio de disciplinar a conduta das empresas. A nova legislação prevê que a partir de agora, não só os dirigentes, como também os empregados e outros representantes das corporações poderão serem punidos por casos de corrupção ou qualquer tipo de ato contra a administração pública. É bom ter leis que possam melhor proteger o povo contra aqueles que fazem uso de cargos e/ou situações privilegiadas para obter benefícios próprios em detrimento de tudo e de todos. Lei "boa" de fato é a que pode ser aplicada e a pergunta que fica no ar é porque as leis existentes não são aplicadas adequadamente ? Novas leis sem aplicação não deveriam nem existir. Se de fato as leis forem aplicadas o povo deste Brasil agradece.
(Jornal S'Passo - Itaúna/MG)

Pagamento de Precatórios
Em Minas Gerais tem ocorrido desde 2007, redução do pagamento de precatórios - documentos que o Governo do Estado emite para pagar quem ganha na justiça processos contra o poder público. Exemplo: indenizações para servidores por questões como remuneração e pensão. Essa afirmação foi feita pelo presidente da Comissão de Precatórios da Ordem dos Advogados do Brasil - seção Minas Gerais (OAB-MG), José Alfredo Baracho. Segundo Baracho, em 2007 foi destinado 2,16% da receita corrente líquida do Estado, para esse fim; em 2008, esse percentual ficou em 1,79%; em 2009, caiu para 0,79%; em 2010 passou para 0,39%; em 2011 para 0,76%; em 2012 ficou em 0,53%; e em 2013, 0,79%. Os valores integram o Relatório Contábil Anual do Governo do Estado. Esse é um problema crucial para o estado democrático de direito. Há muito tempo, os pagamentos vêm sendo descumpridos, continuou. Para Baracho, no Estado, há uma interpretação equivocada da Emenda constitucional 62 que apesar de prever que o precatório pode ser pago em até 15 anos, o texto estabelece um mínimo de 1,5% da receita corrente líquida do Estado para essa finalidade.De acordo, ainda com Baracho, esse mínimo não é cumprido. É interessante observar que as "interpretações equivocadas" quando ocorrem sempre o beneficiado é o Governo e jamais o contribuinte. É por isso que existe um dito popular antigo : "fuja de dever o Estado, pois ele é um ótimo cobrador, más não espere dele a mesma conduta como pagador".
(Diário do Mucuri- Teófilo Otoni/MG)

O menor jornal do mundo
O menor e o mais antigo. Acervo de 1,2 mil títulos de jornais, incluindo o menor jornal do mundo, com 3,5 cms de altura por 2,5 cms de largura o "Vossa Senhoria"de Dolores Schwindt que parou de circular em 2007 na cidade mineira de Divinópolis. O mais rico acervo mineiro de jornais e revistas reúne 1,2 mil títulos de jornais, e aproximadamente 500 títulos de revistas, além de publicações históricas do Estado, coleção que conta com exemplares de importantes periódicos nacionais e internacionais. No setor de jornais o destaque é mesmo para o menor jornal do mundo, certificado pelo Guiness Book o livro dos recordes. O "Vossa Senhoria", que teve como sede em Divinópolis, parou de circular em 2007 quando ostentava 3,5 cms de altura por 2,5 cms de largura. O jornal mineiro mais antigo preservado pela hemeroteca é "O Universal", que circulou entre 1825 e 1842. O periódico era sediado em Ouro Preto, antiga Vila Rica, à época capital mineira. A hemeroteca está na Praça da Liberdade - número 21 - andar 3 - Bairro funcionários em Belo Horizonte e pode ser visitado de 8 as 18 horas. Mais informações poderão serem obtidas através do telefone (31) 3269-1214 ou 3269-1233 - Vale a pena conhecer.
(Jornal Alto São Francisco - Piunhí/MG)

Rotas para o futuro
Está programado para o meses de abril e maio o "Plano de Desenvolvimento Industrial Regional", ROTAS PARA O FUTURO, com o tema "SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO", palestra que será ministrada pela Doutora Maria Inez Diniz de Medeiros, mestra em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco. Atua como consultora trabalhista e de gestão empresarial. Já desempenhou funções como: Auditora Fiscal do Trabalho e Delegada Regional do Trabalho. O evento tem como objetivo informar aos empresários, empregados e comunidade, sobre o tema em epígrafe. Em sua 4a. edição, o Rotas para o Futuro é uma parceria da Fiemg, SESI - através da Gerência de Saúde, SEBRAE, e com o apoio da VB Comunicação.
(Assessoria de Relações Sindicais - Fiemg - Belo Horizonte/MG)